Google+ Followers

Seguidores

domingo, 7 de dezembro de 2014

4° Trim. 2014 - JUNIORES - Lição 10: Festa na Casa de Deus

4° Trim. 2014 - JUNIORES - Lição 10: Festa na Casa de Deus
PORTAL ESCOLA DOMINICAL
JUNIORES – CPAD
4º Trimestre de 2014
Tema: Em que acreditamos?
Comentaristas: Miriam Reiche e Luciana Alves de Souza



LIÇÃO 10 – FESTA NA CASA DE DEUS


Texto Bíblico: 1 Coríntios 11.23-34

Objetivo
Professor (a) ministre sua aula de forma a conduzir seu aluno a compreender o porquê a Igreja deve celebrar a Santa Ceia.

Exercitando a Memória
“De maneira que, cada vez que vocês comem deste pão e bebem deste cálice, estão anunciando a morte do Senhor, até que ele venha.”(1 Co 11.26– NTLH)

Quando participamos da Ceia, bebendo o cálice e comendo o pão, estamos relembramos que fomos libertados do jugo do pecado, lembramo-nos da cruz de Cristo e participamos da sua morte pela fé.


Crescendo no Conhecimento
A Ceia do Senhor: Comunhão com Deus e com nossos Irmãos
Quase todas as igrejas que proclamam seguir a Cristo observam a Ceia do Senhor. O pão e o fruto da videira são elementos comuns nas assembléias de adoração de vários grupos religiosos. Mas há diferenças no entendimento a respeito desta comemoração. Nesta lição, examinaremos o que a Bíblia ensina sobre a Ceia do Senhor para aprender como devemos participar dela hoje em dia.

A Primeira Ceia: O Exemplo de Jesus
Quatro textos registram os pormenores da primeira "Ceia do Senhor". Três destes relatos estão nos evangelhos (Mt 26.26-29; Mc 14.22-25 e Lc 22.19-20) e o outro está em 1 Coríntios 11:23-26. Podemos aprender como Jesus e os apóstolos celebraram a ceia comparando estes relatos.

O propósito:
"Fazei isto em memória de mim"(Lc 22.19). A Ceia do Senhor é nossa oportunidade para lembrar o sacrifício que Jesus fez na cruz, pelo qual ele nos oferece a esperança da vida eterna:
 "Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do Senhor, até que ele venha" (1 Co 11.26).

A Ceia do Senhor não pretende ser um memorial do nascimento, da vida ou da ressurreição de Cristo. É um momento especial no qual os cristãos refletem sobre o Salvador sofrendo por nós,  para lembrarmos do alto preço que Ele pagou por nossos pecados. Precisamos manter este tema central do evangelho (1 Co 2.1-2) em nossas mentes.

Os símbolos:
Jesus usou dois símbolos para representar seu corpo e width:100%; seu sangue. É claro que Ele não ofereceu literalmente seu corpo (que ainda estava inteiro) nem seu sangue (que ainda estava correndo através de suas veias). Ele deu aos discípulos pão sem fermento para representar seu corpo e o fruto da videira (suco de uva) para representar o sangue que estava para ser derramado na cruz. Ele não deixou dúvida sobre a relação deste sacrifício com nossa salvação:
"Porque isto é o meu sangue, o sangue da nova aliança, derramado em favor de muitos, para remissão dos pecados"(Mt 26.28).

A ordem:Quando comparamos estes quatro relatos, podemos também ver a ordem na qual a ceia foi observada. Jesus primeiro orou para agradecer a Deus pelo pão e então todos o partilharam. Ele orou de novo para agradecer ao Senhor pelo cálice, e todos beberam dele. Deste modo, Ele chamou especial atenção para cada elemento da ceia.

A Ceia do Senhor na Igreja Primitiva
O livro de Atos e as cartas escritas às igrejas nos ajudam a aprender um pouco mais sobre a Ceia do Senhor. Os discípulos se reuniam no primeiro dia da semana para participarem da ceia (At 20.7). Esta ceia era entendida como um ato de comunhão com o Senhor (1 Co 10.14-22). Era tomada quando toda a congregação se reunia, como um ato de fraternidade entre os irmãos (1 Co 11.17-20). Cada cristão era obrigado a examinar-se para ter certeza de que estava participando da ceia de um modo digno (1 Co 11.27-29).

Observações sobre a Ceia do Senhor
Quando devemos observar a Ceia do Senhor? Jesus mostrou aos seus discípulos como participar deste memorial, mas não especificou quando. Aprendemos quando os primeiros cristãos observaram a ceia pelo exemplo dos discípulos em Trôade:
"No primeiro dia da semana, estando nós reunidos com o fim de partir o pão. . ."(At 20.7).

Quando seguimos este exemplo e participamos da Ceia do Senhor todos os meses, relembramos freqüentemente o sacrifício que Jesus fez por causa de nossos pecados. Quando meditamos sobre o Salvador sofredor, é mais fácil resistir a tentações. Quando entendemos o alto preço que Jesus pagou por nossos pecados, esforçamo-nos para evitar qualquer coisa que possa magoá-lo e tornar vão seu sacrifício (veja Hebreus 10.24-31).

O que significa participar "indignamente"?
Cada um que participa da Ceia do Senhor deverá examinar-se para estar certo de que está participando de maneira correta, discernindo o verdadeiro significado do memorial. "Por isso, aquele que comer o pão ou beber o cálice do Senhor, indignamente, será réu do corpo e do sangue do Senhor. Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim, coma do pão e beba do cálice; pois quem come e bebe sem discernir o corpo, come e bebe juízo para si" (1 Co 11.27-29).

A palavra "indignamente" é freqüentemente mal entendida. Ela não descreve a dignidade da pessoa (ninguém é verdadeiramente digno de comunhão com Cristo). Esta palavra descreve o modo de
http://www.portalebd.org.br/classes/juniores/item/3685-juniores.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário