Google+ Followers

Seguidores

domingo, 7 de dezembro de 2014

4º Trim. 2014 - ADOLESCENTES - Lição 10: Ninguém despreze a sua mocidade

4º Trim. 2014 - ADOLESCENTES - Lição 10: Ninguém despreze a sua mocidade
PORTAL ESCOLA DOMINICAL
ADOLESCENTES – CPAD
4º Trimestre 2014
Tema: Cartas que ensinam
Comentarista: Ciro Sanches Zibordi


LIÇÃO 10 – NINGUÉM DESPREZE A SUA MOCIDADE!

Objetivo
Professor (a) ministre sua aula de forma que possa conduzir o aluno a:
Entendero valor de ter um comportamento exemplar; conscientizar-se de que os valores e margin:0; princípios morais devem nortear em todos os aspectos o nosso cotidiano

Para refletir 
“Ninguém despreze a tua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, na caridade, no espírito, na fé, na pureza.”(1 Tm. 4:12 – ARC)

O apostolo Paulo admoestava a Timóteo, seu filho na fé, que como líder espiritual de Éfeso, deveria ensinar a doutrina correta, não somente ensinar, mas sobretudo, ser exemplo a todos.

Texto Bíblico: 1 Tm. 46-16.

Introdução
“Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus.”(Mt 5:16)

Fomos “criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas” (Ef. 2:10). Ao nos tornarmos cristãos pela obediência ao batismo, deixamos as improdutivas trevas do pecado para andarmos segundo a vontade de Deus, em santidade, temor e fé em Jesus como nosso Senhor e Salvador.

 “E todos nós, com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados, de glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito”(1 Co. 3:18). Deixamos as trevas da desobediência e incredulidade, para andar sob luz de Cristo, refletindo a sua glória, exaltando o Teu Santo Nome com condutas santas e irrepreensíveis “até que venha o Senhor, o qual não somente trará à plena luz as coisas ocultas das trevas, mas também manifestará os desígnios dos corações; e, então, cada um receberá o seu louvor da parte de Deus” (1 Co. 4:5).

Que nossa luz brilhe em meio à escuridão que há no mundo.


Epistola de 1º Timóteo
Autor:Paulo. Todas as Epístolas Pastorais (1 Tm, 2 Tm, Tt) nomeiam o apóstolo Paulo como seu autor. Além disso, a antiga tradição insiste unanimemente que Paulo as escreveu.

Data:Cerca de 64 d.C. Paulo visitou Éfeso por volta de 63 d.C., após ser libertado de usa primeira prisão romana. Logo em seguida, ele partiu, deixando Timóteo responsável pela igreja de lá.

Tema:Qualidades e deveres do obreiro, remoção de falsas doutrinas, preservação do culto publico e padding:0; da liderança adequada na Igreja.

Palavras - chave:cuidado, vigilância, compromisso.
Contexto Histórico e Data
Em sua primeira viagem missionária, Paulo e Barnabé pregaram em Listra, uma cidade da Licaônica, e obtiveram em meios às perseguições sucesso. É provável que uma judia chamada Lóide, e sua filha Eunice, tenha se convertido a Cristo durante esse ministério. Eunice era casada com um gentio, com quem ele teve Timóteo, provavelmente seu único filho. Era evidente que Timóteo tinha recebido os ensinamentos da religião judaica, mas seus pais recusaram-se a permitir que o filho fosse circuncidado. Desde o início desenvolveu-se um relacionamento bastante próximo entre Paulo e Timóteo.
Quando Paulo retornou a Listra, ele encontrou Timóteo como membro da igreja local, altamente recomendado por seus líderes ali e em Icônio. Sob a sugestão do ES, Paulo adicionou Timóteo a seu grupo apostólico. Como eles iam ministrar entre os judeus, Paulo advertiu Timóteo a ser circuncidado, não por causa da justiça, mas para evitar ofender os judeus, uma vez que sua mãe era judia.

Conteúdo
O trabalho para o qual Paulo nomeou Timóteo envolveu sérias dificuldades, e ele achou necessário escrever uma carta de instrução a seu jovem colaborador que enfrentava problemas. Na carta, ele ensinou Timóteo como combater os falsos mestres, como ordenar o culto da igreja, como escolher os líderes da igreja e como lidar prudentemente com as diferentes classes na Igreja. Timóteo deveria ensinar a fé apostólica e levar uma vida exemplar o tempo todo.

Esboço de 1Timóteo
I. Introdução 1.1-20
II. Instrução relacionada aos deveres pastorais 4.1-6.10
III. Exortações finais 6.11-21


Servo de Cristo
"Porventura, procuro eu, agora, o favor dos homens ou o de Deus? Ou procuro agradar a homens? Se agradasse ainda a homens, não seria servo de Cristo".(Gl. 1:10)

Pedro também exortou a igreja de Cristo, dizendo: “... como livres que sois, não usando, todavia, a liberdade por pretexto da malícia, mas vivendo como servos de Deus” (1 Pe 2:16).

Se não enxergarmos a Igreja como um corpo de servos de Cristo, perderemos de vista um aspecto chave da natureza da autêntica Igreja de Cristo. Entrelaçado ao significado e à vida da Igreja está o conceito de
http://www.portalebd.org.br/classes/adolescentes/item/3683-adolescentes.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário