Google+ Followers

Seguidores

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

4º Trim. 2014 - JUVENIS - Lição 6: As sutilezas da nova Era

4º Trim. 2014 - JUVENIS - Lição 6: As sutilezas da nova Era
PORTAL ESCOLA DOMINICAL
Juvenis – CPAD
TEMA: O perigo da falsa ciência e das filosofias antibíblicas
COMENTARISTA: Silas Daniel


LIÇÃO 6 – AS SUTILEZAS DA NOVA ERA

Objetivo
Professor (a) ministre sua aula de forma que possa conduzir o aluno a:
Identificar as principais características da Nova Era; conscientizando-se das sutilezas e do perigo que norteiam tais mensagens.

Para refletir
“Amados, não creiais em todo espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo”.(1 Jo. 4:1 – ARC).

Texto Bíblico: 2 Tm 1-4.

Introdução
Existe hoje grande confusão na área dos fenômenos psíquicos, experiências místicas, e ocultismo. Todos eles são vistos como bons, progressistas e de origem divina; devendo, no futuro, fazer parte do aspecto natural e normal da evolução ou potencial humano. Essas são atividades tidas não só como"boas", mas também "seguras". No geral, as realidades danosas só são percebidas tarde demais, porque a nossa sociedade rejeita a idéia de poderes demoníacos que enganam deliberadamente sob um disfarce de "bondade".
O movimento da Nova Era (do inglês New Age) possui muitas subdivisões, sendo geralmente uma fusão de ensinos metafísicos de influência oriental, de linhas teológicas, de crenças espiritualistas, animistas e paracientíficas, com uma proposta de um novo modelo de consciência moral, psicológica e social além de integração e simbiose com o meio envolvente, a Natureza e até o Cosmos.

Conceitos da Nova Era
É um movimento mundial que envolve diversas organizações, uma série de símbolos que retratam a sua filosofia de vida, com estratégicas diferentes. Atualmente, esse movimento está aparecendo com um outro nome: Nova Ordem Mundial ou Globalização. Ela possui novas escrituras, evangelhos, orações, mantras, símbolos, doutrinas de vida, gurus e anunciadores do “novo tempo”. No campo político; são a favor da tal Globalização que quer o fim do patriotismo, querem o fim da propriedade particular, querem moeda única em todo o planeta, eliminar as atuais religiões, a família como instituição, mostrando novos estilos de família. Seus adeptos pregam uma liberação da moral, principalmente a familiar e sexual.
Muitas vezes, porém, essa ação da "Nova Era" é silenciosa e muito sutil.

No lado religioso, misturam também princípios filosóficos e místicos. Os instrumentos usados para esse fim são as pirâmides, filosofias orientais, energias cósmicas, cristais energéticos, amuletos, esoterismo (cabala horóscopo, mapa astral, Yoga, relaxamento, que tudo está escrito nas estrelas, “ecologia”, aura em harmonia com o corpo...). Eles acreditam que a humanidade é toda uma, o homem é parte de Deus ou do cosmos e confia na sua razão. Um sistema de pensamentos “positivos”, com visões de “auras” que estão em volta do corpo e precisam estar harmoniosas com ele (Yin Yang) e com a mente deixando seus erros para trás por ondas misteriosas do cosmos fazendo uma experiência direta com o divino, ou seja, você mesmo pode tornar-se Deus.

O oculto, o misterioso, a ficção, o esoterismo, a astrofísica, destino, medicina alternativa com filosofias, estrelas influenciando as nossas atitudes, livros de auto-ajuda... Tudo isso faz parte da Nova Era. Esse movimento se sustenta em 4 pilares (Subestrutura científica, O uso de “doutrinas” das religiões orientais, Nova Psicologia e Astrologia – “Tudo está escrito nas estrelas”). - Dentro do prisma da "Nova Era" está a uniformização, principalmente a do sistema econômico, as “leis” da globalização, como percebemos em nossos dias, estão inseridas nesse processo.


Os enganos da Nova Era
As pessoas da Nova Era não têm idéia de que as suas novas práticas espirituais possam levá-las ao envolvimento com demônios. Por exemplo, Johanna Michaelsen acreditou que estava servindo a Deus e a Jesus trabalhando com um cirurgião mediúnico. No início, ela sentia grande alegria e paz mediante as práticas da Nova Era. Seu espírito-guia chegou a afirmar ser Jesus. No processo de se tornar cristã, ela descobriu, porém, que o espírito-guia a enganara deliberadamente e era um demônio. Ela relembra: "Raiva demoníaca assassina foi a reação do espírito à minha provável decisão de aceitar a Jesus Cristo de Nazaré como Ele é, em vez de como eu estava pensando que Ele fosse".[1]

Doreen Irvine compreendeu a mesma verdade. Como feiticeira praticante, que usava poderes psíquicos, ela cria que tais coisas simplesmente faziam parte do "potencial humano" de qualquer pessoa. Certo dia, descobriu que o verdadeiro poder vinha dos espíritos malignos. Percebeu enfim que eles habitavam realmente nela – algo que nunca imaginara. Ela observa: "Os demônios não me eram estranhos. Eu não os chamara muitas vezes para ajudar-me nos rituais de feitiçaria e satanismo? Agora, pela primeira vez, sabia que esses demônios estavam dentro de mim e não fora. Foi uma revelação espantosa... eles na verdade me controlavam".[2]

Finalmente, o médium Raphael Gasson disse que seus auxiliares espirituais tentaram matá-lo quando ele decidiu deixá-los e aceitar Jesus Cristo. Ele declara: "Como ex-ministro espiritualista e médium ativo, posso dizer que na época em que participei do Movimento, cria realmente que esses espíritos eram de mortos e que era meu dever pregar isso a todos com quem entrava diariamente em contato. Tinha o desejo sincero de fazer com que a humanidade aceitasse essa ‘verdade gloriosa’ e se alegrasse no conhecimento de que a morte não existe".[3] Todavia, Gasson continua, dizendo que seu próprio espírito-guia "tentou matar-me quando se tornou evidente que estava pronto a denunciar o espiritualismo".[4]

Com base nisso, podemos ver que, pelo menos inicialmente, o convertido à Nova Era pode desfrutar de inúmeras experiências excitantes e agradáveis. É isso que os espíritos desejam, pois isso leva as pessoas a se aprofundarem mais na filosofia e práticas da Nova Era. Mas, uma vez que o indivíduo foi realmente "fisgado", o quadro pode mudar drasticamente. O que os adeptos da Nova Era devem considerar é que eles próprios podem fazer parte de uma vigarice espiritual. Se um estelionatário for suficientemente hábil, a vítima pode entregar-lhe alegremente toda a sua poupança. Ela só descobre a sua perda quando já é tarde demais. Os membros da Nova Era entregam confiantes as suas mentes e corpos a seres espirituais que mal conhecem. Se esses espíritos forem demônios, quais serão as conseqüências lógicas, a seu ver?


O que a Bíblia diz sobre os ensinos e práticas da Nova Era 
A Bíblia tem muito a dizer sobre as práticas e ensinamentos da Nova Era. Especificamente, a Bíblia ensina que o espiritismo e outras práticas ocultistas do Movimento da Nova Era desagradam a Deus, atraindo o Seu juízo. Por exemplo:

Êxodo 20.3,5 (comp. Sl 96.4) – "Não terás outros deuses diante de mim... Não [os] adorarás, nem lhes darás culto..."
Deuteronômio 18.10-12 (comp. 2 Cr 33.6)– "Não se achará entre ti... adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; nem encantador, nem necromante, nem mágico, nem quem consulte os mortos; pois todo aquele que faz tal cousa é abominação ao Senhor..."
1 Coríntios 10.20(comp. Sl 106.34-40) – "As cousas que eles sacrificam, é a demônios... e não a Deus; e eu não quero que vos torneis associados aos demônios".

Em essência, nesses versículos, a Bíblia está condenando qualquer envolvimento com espíritos ou demônios.

Os ensinamentos panteístas do Movimento da Nova Era são rejeitados pelas Escrituras. A Bíblia ensina que o Deus infinito e eterno criou um Universo finito do nada (Gn 1.1; Ne 9.6; Sl 33.9; 148.5; Hb 11.3) e que esse é tanto real quanto bom (Gn 1.31). Deus não é "um" com o Universo (Is 45.18,22). Ele é separado e superior a ele.

A Bíblia ensina que tanto a sabedoria como o conhecimento não são dados por meios místicos (Pv 1; 1 Tm 4.10-16; 2 Tm 2.14; 3.14), e rejeita a idéia da Nova Era de que o chamado conhecimento "superior" é alcançado nos estados místicos de consciência. O conhecimento revelado de Deus e a verdade espiritual vêm do próprio Deus que é a Verdade, que "não pode mentir" (Jo 14.6; Tt 1.2), através de revelação divina verificável (2 Tm 3.16-17), e não por imitações espíritas que fornecem falsas informações (1 Tm 4.1; 1 Jo 4.1).

A Bíblia ensina uma moralidade absoluta baseada no caráter de Deus e na Sua Palavra revelada (1 Jo 1.5; 2.29; 3.4). Isso rejeita o ensinamento do Movimento da Nova Era de moralidade baseada na preferência pessoal, que pode levar a uma abordagem potencialmente destrutiva para a vida e ética pessoais.

Com respeito ao conhecimento de Deus, a Bíblia ensina que Deus é infinito (1 Rs 8.27; 1 Tm 6.15-16), pessoal (Is 43.10-13; 44.6-9), amoroso (1 Jo 4.8), santo e imutável (Sl 55.19; Ml 3.6; Hb 13.8; Tg 1.17). Por outro lado, o Movimento da Nova Era ensina que Deus é impessoal e, portanto, deve ser mencionado como sendo a "Força" dos filmes "Guerra nas Estrelas". O Deus do Movimento da Nova Era não pode amar, não é santo e não pode pensar, nem ter misericórdia. "Ele" (força impessoal) apenas existe.

A Bíblia ensina que Cristo tinha uma natureza especial como a única encarnação de Deus e Salvador do mundo (Jo 3.16,18; Fp 2.1-8; 1 Jo 2.2). Ele vai voltar visível e pessoalmente (Mt 24.29-39; At 1.11). A Bíblia rejeita o ensinamento do Movimento da Nova Era de que Jesus era apenas um mestre iluminado ou espírito-guia.

A Bíblia ensina que o pecado é real (1 Jo 1.8-10), que ele separa o indivíduo de Deus (Is 59.2; Ap 20.12-15), e que Cristo morreu para perdoar os pecados da humanidade (Jo 3.16; 1 Pe 2.24). Isso contrasta com o Movimento da Nova Era que ensina que o pecado é uma ilusão (ou simples ignorância da nossa perfeição) e que Cristo não morreu pelo pecado, mas apenas revelou o caminho para uma consciência superior.

Na Bíblia, a salvação ocorre quando o homem se arrepende e recebe pela fé a provisão de Cristo para o seu pecado. A salvação é um dom gratuito instantâneo, recebido pela graça através da fé na morte sacrificial de Jesus Cristo (Rm 11.6; Ef 2.8-9; Jo 6.47; 1 Jo 2.25; 5.13). Isso rejeita a idéia do Movimento da Nova Era de que a salvação ("iluminação") é um processo demorado de percepção da nossa própria divindade.

Para eles, a salvação não é um dom, sendo então obtida pelo esforço e mérito pessoais, como na meditação da ioga. A Bíblia ensina que o céu ou o inferno reais são o destino de todos os indivíduos depois desta vida (Mt 25.46; Fl 3.20-21; Hb 9.27; Ap 20.10-15; 21.1-22.5). Isso rejeita o ensino do Movimento da Nova Era da reencarnação através de um número infindável de vidas. Assim sendo, a Bíblia e o Movimento da Nova Era discordam em diversas crenças básicas sobre Deus, salvação e vida espiritual.

Os Ensinamentos da Nova Era
Os jovens, de forma geral, demonstram grande interesse em desenvolver os seus conhecimentos sobre religiões. Estudam, trabalham, convivem com outros jovens, às vezes com convicções religiosas diferentes e, nem sempre os nossos jovens tem preparo suficiente para se proteger das heresias e também, para dar respostas às diferentes questões que lhes são perguntadas, bem como para saber colocar sementes do evangelho de Cristo nessas ocasiões.

A Nova Era como movimento religioso, filosófico, econômico e político, contém doutrinas, ensinos antibíblicos defendidas. Vejam elas:
  • A Nova Era declara que o problema do homem é a ignorância da sua divindade.

Resposta Apologética - A Bíblia é clara. Há um único Deus verdadeiro (Is. 43:10; Jr. 10:10,11), que estabeleceu padrões de comportamento para o homem. Deus não criou o homem para ser Deus. A sedutora promessa de Satanás à Adão e Eva de que, se comessem do fruto da árvore do jardim, se tornariam como Deus. Desobedeceram a Deus, deram ouvidos a Satanás e comeram. Não tiveram a aprovação de Deus, foram lançados fora do jardim, portanto não foi coisa boa. Deus planejou diferente para o homem, Gn. 3:10-24.

  • A Nova Era diz que com o avanço da ciência médica, mental e espiritual e por causa das últimas descobertas da psicologia, psiquiatria e parapsicologia, já não se admite mais acreditar na possessão demoníaca. Na verdade, a possessão demoníaca acontece hoje, da mesma maneira que nos tempos de Jesus. É uma atividade maligna que atua diretamente na vida do homem, quando este dá espaço. Ef. 6:12; I Pe. 5:8; Ap. 12:9.
  • No livro de Lauro Trevisan “Aquários A Nova Era Chegou” Páginas 38 e 39, o autor se refere à parábola das dez virgens, assim:“Quanto a essa parábola, uma imensa multidão já acendeu as suas lâmpadas para aguardar a chegada da Nova Era. Por toda a parte surgem movimentos ligados à Nova Era... Muitos, no entanto, se cansam, adormecem, e a sua lâmpada se apaga... Muitas pessoas vivem e viverão nas trevas, por esta razão os hábitos, as crenças, os pensamentos, a educação, as ideologias, os movimentos políticos e a visão da vida continuarão a dominar tantas e tantas mentes, durante muito tempo ainda.

Resposta Apologética: A parábola das dez virgens foi contada por Jesus para ilustrar a vigilância que os seus seguidores devem ter quanto a sua segunda vinda.


  • Parábola da Bodas – Mt. 22:1-14 - A Nova Era diz que Jesus estava convidando os seus amigos para a festa de Aquários, para o banquete do nascimento da Nova Era. O homem, sem veste nupcial representa a pessoa que deseja permanecer com as idéias da Era de Peixes, o que a impede de entrar na Era de Aquários.

Reposta Apologética: Quando a Bíblia fala de vestes brancas, ou nupcial, relaciona essas vestes à justiça dos santos (Ap. 19:7) alcançada mediante a fé na obra redentora de Cristo (Ap. 7:9).

  • Mateus 16:16“E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o filho do Deus vivo”. A Nova Era declara que essa passagem anuncia que Cristo é um espírito Cósmico que repousa, periodicamente, sobre pessoas iluminadas. Por isso, valorizam os fundamentos das religiões, como Buda, Confúcio, Maomé, Saint Germain, Lord Maytréia. Alega que Jesus e Cristo são duas pessoas distintas. Ao morrer Jesus, Cristo se retirou e permanece vivo nas regiões celestiais e, ultimamente, é tido como Lord Maytréia.

Reposta Apologética: Em I Jo. 2:18, lemos a respeito de anticristos que se apresentam como sendo o Cristo. Jesus Cristo é uma pessoa só. Ele não se divide em duas pessoas. Essa verdade é reconhecida desde o seu nascimento (Mt. 1:1-17; Lc. 2:11,25,26).

  • Mateus 11:29– “Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas”. A Nova Era diz, segundo seus adeptos, quando Jesus disse: “Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim”, o Senhor estava ensinando ioga aos discípulos. Tomem consciência da minha sagrada obra e da minha divindade. Deixem de lado o meu carma... e aprendei do meu Guru, o Ancião de Dias; pois sou manso e humilde de coração e encontrareis descanso para as vossas almas. A minha ioga é leve e o meu jugo no céu e na terra é verdadeiramente luz (Prophet. 1988 p.273 e 274).

Reposta Apologética: O versículo em nada se relaciona com ioga ou carma. A humanidade está cansada por causa do pecado (Jo. 8:34,35; Rm. 6:23). E o homem só encontrará descanso para sua alma por meio de Jesus. Ao tomar o jugo de Cristo, o homem se torna seu discípulo. E o jugo do Salvador é realmente suave e o seu fardo, leve (Jo. 8:32,36). O que de fato aprendemos de Jesus é que Ele é unicamente o Messias divino. Freqüentemente, o Filho de Deus declara sua verdadeira identidade. Ele é o Cristo (Mt. 16:16-17; Jo. 11:25-27) e nos alerta quanto ao aparecimento, nos últimos dias, dos falsos cristos (Mt. 24:5,11,23,25).


Escrituras: Vários livros divulgam o pensamento da Nova Era. Eis alguns: Conspiração Aquariana, da autoria de Merilyn Fergussen, escrituras de I Ching, obras hindus, budistas e toístas. Além de valorizar as crenças dos índios norte-americanos, a astrologia, o misticismo e a magia.

Deus: Tudo é um e tudo é deus. Deus é uma força impessoal, não uma pessoa. Os humanos têm poder interior sem restrições e precisam liberá-los.

Jesus: Não é o Salvador. É um modelo espiritual e guru, um avatar. Ele foi um adepto da Nova Era, pois liberou o poder divino da mesma maneira que qualquer um pode fazer. Muitos adeptos crêem que ele foi à Índia, ao Tibet e à Grécia para aprender verdades místicas. Ele não ressuscitou fisicamente, mas ascendeu a um reino espiritual mais evoluído.

Espírito Santo: Algumas vezes é uma força psíquica. O homem é divino e pode experimentar fenômenos psíquicos tais como: contactar seres sobrenaturais.

Salvação: É necessário o equilíbrio entre o carma mau e o carma bom. Os poderes sobrenaturais podem ser liberados através da meditação, conhecimento de si mesmo, meditação transcendental e espíritos guias. Seus partidários usam certos termos, tais como: renascidos para o novo conhecimento de si mesmo.

Morte: As reencarnações humanas ocorrem até que a pessoa alcance a unidade com Deus. Não há vida eterna. Não há céu nem inferno.

A Bíbliaé considerada por alguns, mas não por todos, como um livro santo e com conhecimentos de sabedoria. Muitas verdades importantes são encontradas na Bíblia. Muitos newagers dizem que Jesus era um guru e que tinha estado na Índia ou recebeu conhecimentos dos druidas celtas.

Masculino/feminino- Há princípios místicos masculino/feminino nas coisas, que assim como no ying/yang só se completam na sua união.
As formas femininas da espiritualidade, incluindo imagens femininas do divino, são vistas como tendo sido subordinadas, escondidas pelas religiões tradicionais patriarcais. São divindades anteriores às religiões patriarcais. O renascimento do feminino é particularmente apropriado ao nosso tempo.

As antigas civilizaçõescomo a Atlântida devem ter existido deixando para trás certos monumentos (como As Pirâmides do Egipto, Stonehenge) cuja verdadeira natureza não foi descoberta pelos Historiadores mainstream.

Não há coincidências(Jung chamou a isso de Sincronicidade). Tudo à tua volta tem significado espiritual. E tudo te pode ensinar lições espirituais. As adversidades são lições de vida.

A mentetem poderes e capacidades escondidos que têm significado espiritual. Os sonhos e as experiências psíquicas são modos de as almas se expressarem.

Outras Características: Seus adeptos podem praticar ioga, meditação e visualização. Cada ser humano deve se conscientizar da divindade que há em seu interior. Cristo é todas as pessoas e todas as pessoas são cristos potenciais. Terapia através de pirâmides e cristais. Crê na reencarnação.


Símbolos e significados da Nova Era:

Símbolo da Besta- Este número tem qualidades sagradas e por isso, deveria ser usado com maior freqüência possível para representar a Nova era, segundo os ensinamentos da Alice Bailey, suma-sacerdotisa da Sociedade Teosófica.
 

Arco Iris- É o símbolo principal da Nova Era, mas apresentado só a metade! Ele representa a ponte entre a alma humana individual e a "Grande Mente Universal" ou "Alma Universal". Também é considerado como "Ponte Mental" entre o homem e as energias cósmicas e a cidade de Shambala. Na Bíblia, o arco-íris é o símbolo da Aliança entre Deus e o Seu povo.

  Yin e yang - A representatividade chinesa do macro e microcosmos e das duas energias que regem das duas energias que regem o mundo, yin e yang; o feminino e o masculino; o bem e o mal; a ordem e o caos; - energias opostas que se complementam. A força intrínseca do Universo convertendo-se ora em uma, ora em outra.

Fita entrelaçada sem fim   Significa a vida entrelaçada, onde há sempre uma continuidade em outras encarnações. Também representa o pacto de sangue entre os nova-erinos, envolvendo pessoas ou organizações. É usado para uma melhor obediência entre os aliados do movimento Nova Era.

   A borboletaé o símbolo próprio dos adeptos da nova era ou dos "aquarianos". Como a lagarta entra no casulo, transforma-se e sai em forma de borboleta, assim a humanidade passa de uma era antiga, transforma-se em todos os sentidos e entra na nova era.

  O signo de Lúcifer  - Este sinal é o símbolo da bandeira de Lúcifer. O círculo representa o planeta Terra como reino de satanás. O ponto são os homens, instrumentos a serviço deste reino.

 
   Hexagrama em Círculo - É usada pelo movimento Nova Era como símbolo da unificação da humanidade com as forças cósmicas.

 
  Hexagrama de dois triângulos entrelaçados- Formado por dois triângulos entrelaçados (Este símbolo não é a "Estrela de Davi", cujos triângulos são sobrepostos). Simboliza os processos de involução e evolução. Com efeito; o triângulo que aponta para baixo, apresenta a involução da energia divina que desce às formas mais boçais, ao passo que o triângulo voltado para cima indica a ascensão dos seres quer entendem a se divinizar cada vez mais.

 Estrela de cinco pontas - As duas pontas para cima, significam Lúcifer e seu reino; duas pontas para baixo, significa o homem como deus, no lugar de Deus. É símbolo da adoração a Satanás já estabelecida em várias partes do mundo.


  Chifre- Usado em colares, pulseiras, brincos, etc. Simboliza o afastamento de fluídos negativos (mal olhado, olho gordo...).


 

  Mão chifrada - Usado por artistas ligados a um determinado ritmo músical e seus fãs. Simboliza o louvor em rituais satânicos.

 

 Cruz de cabeça para baixo - Usado por grupos de Rock e adeptos da Nova Era. Simboliza zombaria da cruz de Jesus.

 

SS - Usado por grupos nazistas em roupas, broches, tatuagens, etc. Simboliza o louvor e invocação de satanás.

 
Raio - É o reconhecimento do poderio de satanás, senhor Satã, e a disposição de estar a seu serviço.


 

  Besouro - Símbolo que mostra que a pessoa que usa tem poder dentro do satanismo.



 


Lua e estrela - Usados em roupas, adereços, artes e também em centros espíritas. Simboliza poder para transportar através do cosmos.

 


Pirâmide - É tida como elemento que capta a energia cósmica e beneficia as pessoas dando sorte nos negócios.


  
Olho de Lúcifer - Simboliza o olhar de satanás sobre as finanças do mundo. ( ver nota de um dólar).


 

  A cruz suástica - Para o Movimento Nova Era simboliza o movimento cósmico. É bem conhecida sua conotação com a pessoa de Adolf Hitler e seu movimento nazista que dizimou milhões de seres humanos na Segunda guerra mundial. É conhecido, também no Brasil e em outras partes do mundo, o renascimento deste movimento nazista. A cruz suástica é inspiração de chamberlain, um vidente satânico e conselheiro de Hitler. Foi ele que inspirou a Hitler as idéias de um reino de terror e poder.


Anarquia  - O movimento prega a destruição de toda e qualquer organização que não queira se integrar ao novo sistema. Declara a anarquia do inferno a essas organizações que resistem à adesão universal.
 


Ruz Satânica ou Cruz da Confusão - O nome por si já diz o que significa, qual o seu uso, e o objetivo do porque usa.


 

Cruz de cabeça para baixo - É uma cruz de cabeça para baixo, também chamada de "pé-de-galinha". Simboliza a "verdadeira" paz sem Cristo. O pé-de-galinha é uma cruz com os braços quebrados e caídos. O círculo representa o inferno. Na década de 60 foi usada pelos hippies; também foi símbolo de ecologia no mundo, pois representa uma árvore de cabeça para baixo. E esse símbolo simboliza a Igreja de Satã nos Estados Unidos.

Urano - Amor à natureza que se expressa através dos movimentos ecológicos. Urano simboliza a harmonia com o cosmo, adoração à deusa Gaia, o que eles chamam de "Lado feminino de Deus".
 


Unicórnio - É o símbolo da liberdade e promiscuidade sexual: homossexualismo, lesbianismo, heterossexualismo, fornicacionismo, sexo grupal, etc.

 


Cruz com laço- Simboliza o desprezo da virgindade, troca da parceiros conforme a escolha pessoal. A Nova Era ensina que a sexualidade é a parte que purifica o ser humano, eleva o espírito e embeleza o corpo. É a volta ao paganismo antigo, cujos "deuses" promoviam as danças com barulho excessivo, as orgias, a prostituição ritual, etc.


Casal transpessoal - Símbolo do fim do casamento representado pela letra Omega, última letra do alfabeto grego. Os adeptos da Nova Era dizem que o ser humano não deve pertencer a nenhuma família possessiva, mas deve ficar sempre livre para buscar outros parceiros.


Pomba com ramo - Simboliza a paz à qual tendem os aquarianos, na esperança de que as águas de Peixes sequem para dar lugar à Nova Era.

 

Cabeça de Bode - É um símbolo de zombaria, contrário ao cordeiro de Deus "Jesus".

 

Mancha - Usada principalmente em automóveis. É uma gota de sangue em zombaria ao sangue redentor de Jesus.


 


Netuno - Simboliza a transformação das crenças. A cruz para baixo significa que todas as crenças serão destruídas para que o planeta Terra seja governado por Maitreya o "Novo Messias".
 

Plutão - Simboliza a "união planetária, construção da "Aldeia Global", é o novo nascimento do planeta Terra com a união sem fronteiras, acima de credos, cor e raça. Simboliza também a "paz universal " dentro da nova era.
 


Olho de Lúcifer - Usado em roupas e outros meios. Simboliza o olho de satanás vendo tudo e chorando por aqueles que estão fora do seu alcance (judeus e cristãos principalmente).


Conclusão
O Movimento Nova Era não é um ensino bíblico em nenhuma de suas maneiras. É um falso sistema religioso arquitetado pelo próprio Diabo, como citamos acima contraria totalmente o Cristianismo em quase todas as suas principais doutrinas. Devemos anulá-lo, nos guardarmos dele, rejeitarmos seu símbolos e ensinos. Chegará o dia em que será vencido, finalmente, naquele glorioso dia quando o Senhor Jesus retornar.

Conservemo-nos nos princípios da Palavra de Deus.
“Conservai a vós mesmos na caridade {ou no amor} de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo, para a vida eterna.(Jd. v.23)

 http://www.portalebd.org.br/classes/juvenis/item/3611-juvenis.html
Colaboração para o Portal Escola Dominical – Profª Jaciara da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário