Google+ Followers

Seguidores

sábado, 13 de dezembro de 2014

4º Trim. 2014 - PRIMARIOS - Lição 11: Sirvo a um Deus bom

4º Trim. 2014 - PRIMARIOS - Lição 11: Sirvo a um Deus bom
PORTAL ESCOLA DOMINICAL
PRIMÁRIOS – CPAD
4º Trimestre de 2014
Tema: A alegria de servir a Deus
Comentaristas: Midian Pessoa e Laudicéia Barboza



LIÇÃO 11 – SIRVO A UM DEUS BOM


Texto Bíblico: João 6.1-13


Objetivo
Ministre sua aula de forma a conduzir os pequenos a conscientizar-se de que Deus quer que fazemos algo para ajudar a outras pessoas, pois é através de nós que as pessoas podem ser ajudadas.

Frase do dia...
EU SIRVO A DEUS PORQUE ELE É BOM


Memória em ação
“Dêem graças a Deus, o SENHOR, porque ele é bom e porque o seu amor dura para sempre.” (Sl 118.1 - NTLH)

Leia várias vezes este versículo com os pequenos, isso auxiliará na memorização.


Explorando a Bíblia
Jesus andou fazendo o bem neste mundo. Por isso, por onde Ele passava sempre atraia milhares de pessoas. Homens, mulheres e crianças o seguiam por onde quer que Ele fosse.

Algumas dessas pessoas queriam ouvir tudo o que Jesus tinha para ensinar; outras queriam ser curadas e outras ainda queriam apenas estar no meio da multidão e ver o aconteceria, porque Jesus sempre ensinava coisas novas e maravilhosas demais para qualquer pessoa; também curava qualquer enfermidade. Jesus mostrava o poder de Deus e as pessoas não poderiam deixar de se admirar de tudo o que Ele fazia.

Certa vez, numa de suas viagens Jesus chegou a um lugar e viu que uma grande multidão também estava chegando para ouvi-lo. Ele sabia que já era muito tarde e logo a noite cairia, mas viu também que aquelas pessoas tinham vindo de muito longe para vê-lo. Por isso, não queria que elas fossem embora cansadas e com fome, então mandou que os discípulos alimentassem as pessoas antes de mandá-las de volta para suas casas.

Os discípulos se olharam admirados... Conversaram um pouco e depois Filipe (um dos doze discípulos de Jesus) respondeu a Jesus:

— Senhor, para cada pessoa poder receber um pouco de pão, nós precisaríamos gastar mais de duzentas moedas de prata! Como vamos alimentar toda essa gente?

Jesus sabia muito bem o que ia fazer, mas queria testar a fé dos seus discípulos. Então perguntou:
__ O que vocês conseguiram achar de alimentos no meio da multidão?

Eles procuraram... procuraram... até encontrarem um menino com seu lanchinho de cinco pães e dois peixinhos.

Então, André (outro discípulos de Jesus) disse:
— Senhor, encontramos apenas um menino que tem cinco pães e dois peixinhos. Mas o que é isso para alimentar tanta gente?

Jesus disse:
— Digam a todos que se sentem na grama.

Então os discípulos organizaram pequenos grupos e todos se sentaram na grama. Em seguida Jesus pegou os pães ofertados pelo menino, orou agradecendo a Deus e os repartiu com todas as pessoas; Ele fez a mesma coisa com os peixinhos.

Naquele dia, o pequeno lanche do menino alimentou quase cinco mil pessoas. O que era tão pouco, Jesus fez multiplicar e todos comeram à vontade.

Quando já estavam satisfeitos, Jesus disse aos discípulos:

—Recolham os pedaços que sobraram para que nada se estrague.

Eles ajuntaram os pedaços e encheram doze cestos com o que sobrou dos cinco pães. Jesus fez esse milagre com um simples lanche de um menino sem egoísmo.

O menino jamais tinha visto alguém multiplicar pães e peixes, mas mesmo assim, ofereceu tudo o que tinha para Jesus e viu um grande milagre acontecer através da sua pequena oferta.


Fontes Consultadas:
·         Bíblia NTLH - SBB
·         Curso para Professor de EBD - Faculdade de Teologia e Ciências Humanas IBETEL – Pr. Vicente de Paula Leite
·         53 Histórias de Jesus – Geográfica Editora
·         Bíblia de Recursos para o Ministério com Crianças – Editora HAGNOS/APEC – Edição 2003
·         Bíblia Ilustrada Infantil – Editora Geográfica – Edição 2000.
·         Histórias Bíblicas para Adoração Infantil


Colaboração para Portal Escola Dominical  – Profª. Jaciara da Silva
http://www.portalebd.org.br/classes/primarios/item/3703-primarios.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário