Google+ Followers

Seguidores

sábado, 27 de dezembro de 2014

4º Trim. 2014 - Lição 13 - O tempo da profecia de Daniel I Plano de Aula

4º Trim. 2014 - Lição 13 - O tempo da profecia de Daniel I Plano de Aula
PORTAL ESCOLA DOMINICAL
QUARTO TRIMESTRE DE 2014
INTEGRIDADE MORAL E ESPIRITUAL: o legado do livro de Daniel para a Igreja hoje
COMENTARISTA: ELIENAI CABRAL
PLANO DE AULA - EV. CARAMURU AFONSO FRANCISCO
ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO BELÉM - SEDE - SÃO PAULO/SP


PLANO DE AULA Nº 13
LIÇÃO Nº 13 – O TEMPO DA PROFECIA DE DANIEL
1º SLIDE   INTRODUÇÃO
- Na conclusão do estudo do livro do profeta Daniel, estudaremos o capítulo doze, o último deste livro.
- Como Daniel, mesmo sabendo o que está por vir, devemos perseverar até o fim.
2º SLIDE   I – A CONCLUSÃO DA REVELAÇÃO DO HOMEM VESTIDO DE LINHO
- O último capítulo do livro de Daniel, embora alguns estudiosos entendam ser um “capítulo deslocado”, é, sem dúvida, a continuidade da revelação do homem vestido de linho a Daniel, a respeito do “…que há de acontecer ao teu povo nos derradeiros dias; porque a visão é ainda para muitos dias” (Dn.10:14).
- O homem vestido de linho prossegue falando a respeito daquele rei que faria conforme a sua vontade e se levantaria e se engrandeceria sobre todo o deus, e contra o Deus dos deuses falaria coisas maravilhosas (Dn.11:36), que sabemos tratar-se do Anticristo. Por isso, usa da expressão “naquele tempo”, que dá início ao capítulo 12.
3º SLIDE
- “Naquele tempo” é, precisamente, o tempo em que este rei estará a governar, afrontando a Deus e ao Seu povo. É a segunda metade da septuagésima semana, é a segunda parte da Grande Tribulação.
- O homem vestido de linho mostra a Daniel que Miguel, é o anjo protetor da nação de Israel. Daniel poderia ficar tranquilo porque Deus havia destacado seres celestiais para cuidar do Seu povo, impedindo que as hostes espirituais da maldade pudessem levar a cabo seus intentos de destruir Israel.
4º SLIDE
- Há uma nítida influência maligna por detrás de todo o ódio que Israel sofre ao longo dos séculos na história da humanidade.
- O antissemitismo é uma manifestação diabólica, é algo que tem sua inspiração nas hostes infernais.
5º SLIDE
- A revelação mostra que este tempo será o pior tempo da história humana, com aflições que nunca antes ocorreram.
- É um tempo tenebroso, em que o Senhor não oferecerá resistência à atuação do inimigo de nossas almas (II Ts.2:6-12), cujo papel é matar, roubar e destruir (Jo.10:10). Como se não bastasse isso, será, também, o tempo do juízo de Deus sobre judeus e gentios que não quiseram receber a salvação na pessoa de Cristo Jesus, o tempo que o profeta Isaías chama de “o dia da vingança do nosso Deus” (Is.61:2).
6º SLIDE
- Entretanto, ao mesmo tempo em que é dito que se terá o pior tempo de angústia para o povo judeu, também é prometido que haverá o livramento: “Naquele tempo se livrará o teu povo, todo aquele que se achar escrito no livro”.
- Esta mesma promessa é reafirmada em Ap.12:13-17 e Rm.11:26,27.
7º SLIDE
- Os judeus não serão salvos por causa de sua etnia, pois Deus não faz acepção de pessoas (Dt.10:17), mas porque, rompendo com o Anticristo, fugirão para a região de Edom, Moabe e das primícias dos filhos de Amom e, ali, quando estiverem para ser destruídos, finalmente crerão que Jesus é o Messias (Jl.2:12-18;  Zc.12:4-13).
- Não outro nome pelo qual devamos ser salvos, senão o nome de Jesus (At.4:12).
8º SLIDE
- O homem vestido de linho traz outra grande revelação ao profeta Daniel: a ressurreição. .
- É revelado a Daniel que “muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno” (Dn.12:2), revelação esta que seria, também, explicitada no livro do Apocalipse, quando ficamos a saber das “duas ressurreições”.
9º SLIDE
As duas ressurreições
- A primeira ressurreição, iniciada com Cristo, as “primícias dos que dormem” (I Co.15:23) e que, passando pelos que morreram em Cristo no dia do arrebatamento (I Ts.4:14-16), concluir-se-á com os que morreram durante a Grande Tribulação por causa do Senhor Jesus (Ap.20:4,5), cujos participantes são bem-aventurados, porque terão a vida eterna e estão livres da segunda morte, ou seja, da morte eterna (Ap.20:6).
- A segunda ressurreição, que ocorrerá quando do estabelecimento do juízo do trono branco, após o final dos tempos, onde seus participantes poderão sofrer o dano da morte eterna (Ap.20:11-15).
10º SLIDE
- O homem vestido de linho, ainda, descreveu a recompensa dos salvos, daqueles que ressuscitariam para a vida eterna.
- Os entendidos, ou seja, os que temem a Deus, bem como os que ensinam a justiça seriam glorificados, resplandeceriam como astros (Dn.12:3).
11º SLIDE
- Após estas duas importantíssimas revelações, o homem vestido de linho manda que Daniel selasse as palavras e o livro, dizendo, ainda, em mais uma revelação, que “muitos correrão de uma parte para outra; e a ciência se multiplicará” (Dn.12:4).
- O desenvolvimento dos transportes, o repatriamento dos judeus na Palestina e a multiplicação da ciência são evidências de que nos aproximamos do “tempo do fim”.
12º SLIDE
- A determinação do homem vestido de linho para que Daniel selasse as palavras e o livro significa que:
a) a revelação era autêntica e deveria ser conhecida pelas gerações vindouras;
b) ainda havia elementos enigmáticos que seriam explicitados no futuro (Ap.5:5; 22:10).
13º SLIDE  II – COMPLEMENTO DA REVELAÇÃO DO HOMEM VESTIDO DE LINHO
- Após a determinação do homem vestido de linho para que fechasse as palavras e selasse o livro, o profeta olhou e eis que estavam outros dois seres celestiais, um na margem em que ele se encontrava no rio Hidequel e outro na outra margem, enquanto que o homem vestido de linho se encontrava sobre as águas do rio.
- Um destes seres, então, perguntou ao homem vestido de linho que tempo haveria até o fim das maravilhas (Dn.12:6).
14º SLIDE
- A indagação daquele ser celestial, que o pastor Severino Pedro da Silva entende ser o arcanjo Miguel, diz respeito ao “tempo das maravilhas”, ou seja, daquela demonstração de poder que fará o rei mencionado em Dn.11:36, ou seja, o tempo em que se “falará coisas maravilhosas e será próspero até que a ira se complete’ (Dn.11:36).
- O homem vestido de linho levantou a sua mão direita e a sua mão esquerda ao céu e jurou por Aquele que vive eternamente que depois de um tempo, de tempos e metade de um tempo, e quando tiverem acabado de destruir o poder do povo santo, todas estas coisas serão cumpridas (Dn.12:7).
15º SLIDE
- O tempo da angústia seria de três anos e meio (“um tempo, e tempos e metade de um tempo”), o que nos remete, obviamente, à segunda metade da septuagésima semana da revelação que Gabriel havia dado a Daniel (Dn.9:27).
- Nesta revelação, o homem vestido de linho ainda indica que o poder do povo santo será totalmente destruído.
16º SLIDE
- Daniel, porém, não entendeu as palavras que foram ditas pelo homem vestido de linho.
- O profeta, então, indaga a respeito de quando seria o fim daquelas coisas (Dn.12:8), tendo, então, o homem vestido de linho voltado a afirmar que as palavras estavam fechadas e seladas até o tempo do fim (Dn.12:9).
17º SLIDE
- Diante de tão legítima preocupação, o homem vestido de linho avisa a Daniel que muitos seriam purificados, e embranquecidos, e provados, mas os ímpios procederiam impiamente, e nenhum dos ímpios entenderia, mas os sábios entenderiam (Dn.12:10),
- O profeta poderia ficar tranquilo porque, no tempo certo, quando dos acontecimentos preditos, aqueles que temessem a Deus iriam entender, ainda que o próprio profeta não estivesse entendendo no momento do registro da revelação.
18º SLIDE
- O homem vestido de linho, ante a legítima preocupação do profeta Daniel, esclarece que aquele período final para a redenção de Israel, em que haverá terrível angústia, seria de “mil duzentos e noventa dias”, ou seja, o período que decorreria desde o momento em que o sacrifício contínuo fosse tirado e posta a abominação desoladora até que a ira se completasse e se desse “o fim das maravilhas” (Dn.12:11).
- “Mil duzentos e noventa dias" - É a Grande Tribulação acrescida de um mês (1.260 dias mais 30 dias). Os 1260 dias certamente serão os mesmos de Apocalipse 11.3 e 12.6. Talvez nesses 30 dias ocorra o Juízo das Nações.
19º SLIDE
- Em seguida, o homem vestido de linho diz que é bem-aventurado quem espera e chega até mil trezentos e trinta e cinco dias (Dn.12:12).
- A Grande Tribulação terminará no final dos 1.260 dias (parte final dos sete anos) - Ap 12.6,14. Durante os trinta (30) dias que seguem, se dará o julgamento das nações; no período dos 45 dias restantes, a terra passará por uma espécie de ‘purificação’. E a bem-aventurança, descrita no cap 12.12 deste livro, terá seu cumprimento na introdução do reino milenar de Cristo.
20º SLIDE
- Após ter tranquilizado o profeta, o homem vestido de linho encerra a sua revelação, dizendo a Daniel que deveria ele ir até o fim, porque ele repousaria e estaria na sua sorte no fim dos dias (Dn.12:13).
- A fidelidade deve prosseguir até o fim. Só os que perseveram até o fim serão salvos.
 http://www.portalebd.org.br/classes/jovens-e-adultos/item/3708-4%C2%BA-trim-2014-li%C3%A7%C3%A3o-13-o-tempo-da-profecia-de-daniel-i-plano-de-aula.html
COLABORAÇÃO PARA O PORTAL ESCOLA DOMINICAL - EV. CARAMURU AFONSO FRANCISCO

Nenhum comentário:

Postar um comentário